logo_fundoescuro

Variante Ômicron: entenda melhor do vírus da COVID

Recém chegada no Brasil, a variante Ômicron já é considerada preocupante pela OMS. Ela foi registrada pela primeira vez no sul da África, mas já foram anunciados casos em quase 30 países de todos os continentes.

Ainda existe bastante incerteza sobre essa variante e várias pesquisas estão sendo realizadas para avaliar as taxas de transmissão, gravidade e risco de infecção. Até então, ainda não está claro se a Ômicron é mais transmissível ou não

Quando um vírus circula amplamente causando inúmeras infecções, a probabilidade dele mutar aumenta. Quanto mais chances o vírus tiver de se espalhar, mais oportunidades ele terá de sofrer mutações.

A variante Ômicron é um indício muito forte de que a pandemia da Covid-19 está longe do fim. Por isso, é essencial que a população complete seu esquema vacinal o quanto antes e continue seguindo os protocolos de prevenção e combate ao vírus, incluindo distanciamento social, uso de máscara, frequente lavagem de mãos e a boa ventilação de áreas fechadas.

Sintomas e risco da variante Ômicron

Aparentemente, a variante Ômicron aparenta ser mais severa que a variante Delta, entretanto, a OMS ainda está aguardando o resultado dos estudos realizados para obter informações concretas e colocá-las à disposição do público.

É importante lembrar que todas as variantes da Covid-19 podem causar doença severa ou morte, incluindo a Delta que é mais dominante em todo o mundo. Por isso é tão importante prevenir a doença e reduzir o risco de exposição ao vírus.

Levantamentos feitos pelos médicos da África do Sul concluíram que a maioria dos pacientes diagnosticados com a Ômicron apresentam apenas sintomas leves, e que a variante provoca 23% menos hospitalizações do que as infecções causadas pela Delta.

Ômicron no Brasil

Já existem alguns estudos no Brasil sobre a variante. A amostra da Ômicron analisada pelos cientistas foi diagnosticada em um casal de brasileiros que moram na África do Sul e estavam a passeio no Brasil.

A cepa isolada está atualmente sendo cultivada e passará a ser distribuída ao redor do país para que sirva de base na detecção da variante em outras localidades.

Ainda em 2020, a distribuição das amostras isoladas da cepa original do Sars-Cov-2 permitiram o desenvolvimento dos primeiros testes diagnósticos de covid-19 no Brasil, bem como avanços em estudos sobre o vírus.

Os pesquisadores acreditam que o trabalho realizado com a nova variante pode, mais uma vez, trazer avanços aos estudos sobre a doença.

Cuidados redobrados

Com a variante Ômicron tomando força, lembre-se de continuar seus cuidados diários:

  • Use máscara;
  • Higienize sempre as mãos;
  • Atenção especial com as crianças na escola;
  • Mantenha o distanciamento físico;
  • Quando chegar o seu momento, vacine-se!

Leia mais em: Covid-19: Saiba tudo sobre a variante delta

Se cada um de nós fizer sua parte, poderemos combater mais uma vez essa doença. As vacinas atuais são capazes de amenizar os sintomas e os casos graves, mas não se esqueça, é necessário a aplicação da dosagem completa.

Está sentindo algum sintoma indicativo de COVID? Saiba que aqui Central de Consultas, oferecemos o serviço de telemedicina, a Consulta Online via Whatsapp para você poder realizar sua consulta sem precisar sair de casa.

Oferecemos assistência médica e odontológica de qualidade e com condições que cabem no seu bolso. Conte conosco e mantenha sua saúde sempre em dia!

Agende sua consulta diretamente pelo nosso site, www.centraldeconsultas.med.br ou, se preferir, entre em contato pelo (51) 3227.1515 que é telefone e WhatsApp.

Compartilhar: