central-de-consultas-logotipo-19-anos

COVID – Consultas Online

A pandemia de Covid-19 já completa três anos, mas ainda devemos ficar de olho na disseminação e evolução do vírus. Desde o último trimestre de 2022, as estatísticas de novas infecções têm oscilado, com alguns momentos de alta. Isso ocorre porque, nesse período, novas variantes entraram em circulação no país. 

 

As novas cepas (sublinhagens da Ômicron) têm rápida transmissibilidade, é o caso da BQ.1, BE.9 e, agora, XBB.1.5. As duas primeiras foram identificadas no Brasil no fim de 2022, enquanto a última é uma nova subvariante que começa a circular em 2023. 

 

Além disso, no período de fim e início de ano, é esperado um aumento de novos casos. Isso se deve às aglomerações nas festas e feriados e à chegada de novas cepas vindas de outros países. Portanto, redobrar os cuidados nesse momento é necessário.

 

Leia mais: Covid-19: Saiba mais sobre a variante Ômicron BQ.1 e BE.9 

COVID – Aumento de casos com as festas de final de ano

 

Higienizar bem as mãos, usar máscaras em aglomerações e locais fechados e arejar bem os ambientes seguem sendo medidas básicas. Completar a vacinação, com duas doses primárias e duas de reforço, é outra atitude imprescindível para reduzir a circulação do vírus. 

 

A testagem também é necessária, principalmente, para pessoas mais vulneráveis ou expostas ao risco de contaminação frequentemente. Se há suspeitas de Covid ou contato com alguém infectado, fazer isolamento social, até a negativação do teste, é essencial. Inclusive, para evitar falsos negativos, pode ser preciso repetir a testagem após dois dias.

 

Os sintomas da doença são semelhantes aos da gripe ou resfriado, como:

 

  • Congestão nasal e coriza;
  • Espirros;
  • Dificuldade para respirar;
  • Tosse (pode ser seca ou com secreção);
  • Dor de cabeça;
  • Dor de garganta;
  • Dores no corpo;
  • Cansaço;
  • Rouquidão na voz;
  • Alteração no olfato ou paladar;
  • Problemas gastrointestinais (náusea, vômito ou diarreia).

 

Em casos mais graves, podem surgir outros sinais: 

 

  • Febre alta e calafrios;
  • Suores noturnos;
  • Insuficiência respiratória aguda;
  • Pneumonia;
  • Dor no peito;
  • Taquicardia.

 

Se você positivou para o coronavírus, procure um médico. Sem diagnóstico precoce e tratamento adequado, a patologia pode levar a pessoa contaminada à hospitalização e à morte. 

 

Também, há o risco de Covid longa, quando os sintomas e sequelas permanecem após o fim da infecção. Confira um vídeo sobre o assunto no nosso Instagram.

 

Leia mais: Sintomas que podem permanecer após COVID-19

 

Na Central de Consultas, os médicos atendem os pacientes presencialmente ou via telemedicina. As consultas presenciais são feitas nas clínicas encontradas nas cidades de Porto Alegre, Canoas, Cachoeirinha, Alvorada e Gravataí.  

 

Já as consultas online (telemedicina) são realizadas via Whatsapp com Clínico Geral. Hoje, falaremos um pouco mais sobre os serviços de telemedicina e porque eles são uma ótima opção para pacientes com Covid. 

 

COMO FUNCIONA E QUAIS AS VANTAGENS DA CONSULTA ONLINE – TELEMEDICINA

 

Nas consultas online, é possível realizar o atendimento onde você estiver. Para quem tem sintomas de Covid, isso evita a exposição do vírus a outras pessoas. Ainda, permite que você continue cumprindo isolamento e repouso, necessários na confirmação do diagnóstico ou início de suspeitas de contaminação. 

 

Além disso, você economiza mais tempo do seu dia. Na telemedicina, não é necessário chegar antes do horário da consulta e aguardar em salas de espera até ser chamado. Também, não é preciso gastar minutos ou, até mesmo, horas com locomoção de ida e volta. Você só tem que estar pronto para o atendimento poucos minutos antes do horário marcado.

 

A consulta online é feita por chamada de vídeo no Whatsapp. Por isso, o paciente deve ter um celular com boa conexão com a internet e microfone e câmera em bom funcionamento. Além disso, só é preciso um lugar bem iluminado e silencioso para realizar a ligação. É simples, prático e rápido. Sem necessidade de baixar outros aplicativos. 

 

Para ter acesso aos serviços de telemedicina, basta agendar uma consulta pelo site centraldeconsultas.med.br ou pelo número (51) 3227-1515 (telefone e Whatsapp). Feito isso, o médico é quem ligará para você próximo ao horário do atendimento. 

 

O pagamento também é feito de modo rápido e seguro. Ele é realizado com cartão de crédito, de forma online, na hora do agendamento da consulta. 

 

Depois do atendimento, você passa a ter acesso a Área do Paciente. Esta é uma página que armazena seu histórico clínico digitalmente (prescrições, atestados e pedidos de exames)

 

Os documentos ficam disponíveis 2h após a consulta e possuem assinatura com certificado digital do médico responsável. Em alguns casos, dependendo da preferência do profissional, você pode receber as receitas e atestados por e-mail, enviados a partir do site do CREMERS. 

 

Em ambos os casos, os documentos são autenticados, possuem nome e CRM do médico e são aceitos em farmácias e empresas. Você pode imprimi-los ou apresentá-los direto no celular. 

 

Existe, ainda, mais uma vantagem da telemedicina, que é a possibilidade de ganhar descontos com a assinatura Dr. Central. Com essa rede de benefícios, você faz consultas online com Clínico Geral por R$55,00. 

 

Para saber mais sobre a assinatura Dr. Central e conhecer todas as vantagens, ligue para (51) 3092-6060 ou chame no Whatsapp (51) 98977-2610.  

 

Leia mais: Consulta Online com Clínico Geral: Entenda por que fazer!

 

OUTRAS ESPECIALIDADES NA TELEMEDICINA DA CENTRAL DE CONSULTAS

 

Além de Clínico Geral, na Central de Consultas, você pode agendar um atendimento online com outras três especialidades: 

 

  • Psicólogo;
  • Psiquiatra;
  • Dermatologista.

 

As consultas também são feitas via chamada de vídeo no Whatsapp. Saiba mais informações sobre preço particular e descontos da assinatura Dr. Central no site

 

O QUE SE SABE SOBRE AS NOVAS SUBVARIANTES DO CORONAVÍRUS

 

As novas cepas da Covid que têm surgido em 2022 e 2023 são subtipos da Ômicron. A mais recente, XBB.1.5, teve caso confirmado em Indaiatuba (SP), em 6 de janeiro. Antes, em 17 de novembro, o Instituto Butantan já havia verificado uma amostra da sublinhagem na capital paulista.

 

A XBB começou sua disseminação na Ásia, derivada de duas outras subvariantes da Ômicron (BA.2.10.1 e BA.2.75). Com a circulação massiva, a cepa sofreu mutações, que originaram a ramificação XBB.1.5. 

 

Atualmente, é a principal responsável pelas contaminações de coronavírus na Europa e nos Estados Unidos. De acordo com a Organização Mundial da Saúde (OMS), a XBB.1.5 já foi identificada em 29 países. Mas, é possível que esse número seja ainda maior.

 

No Brasil, a subvariante BQ.1 ainda é predominante, desde o fim de 2022. Mas, a XBB.1.5 deixa os pesquisadores e autoridades de saúde em alerta. Isso porque ela é considerada a cepa mais transmissível de Covid desde o início da pandemia, segundo a OMS. 

 

Aqui no blog da Central de Consultas, você encontra outros artigos sobre variantes e demais informações sobre a Covid-19. Basta acessar a área coronavírus da página ou copiar o link centraldeconsultas.med.br/coronavirus no seu navegador. 

 

Não se esqueça que, em caso de sintomas e testagem positiva para a doença, é só marcar uma consulta conosco. O agendamento é feito pelo site centraldeconsultas.med.br ou pelo telefone e Whatsapp (51) 3227-1515. Cuide da sua saúde por um preço que cabe no seu bolso, com profissionais e atendimento de qualidade!

Aproveite e faça sua assinatura Dr. Central. Por apenas R$30,00 mensais por pessoa, você ganha descontos em consultas online e presencial, exames e compra de remédios e produtos. Saiba mais pelo telefone (51) 3092-6060 ou Whatsapp (51) 98977-2610.

Compartilhar: